1

Migração de rádios AM para FM

Migração das rádios AMs para a faixa FM continua progredindo pelo dial brasileiro.

Mas você sabe explicar o motivo da migração da faixa AM para FM ?

Nós explicamos para você! A migração tem como objetivo o fortalecimento do setor de radiodifusão e das pequenas emissoras de rádio em OM. Essas emissoras acabaram sendo prejudicadas pelo abandono dos ouvintes por causa do aumento das interferências e ruídos, especialmente nas áreas urbanas. A mudança de serviço possibilita uma melhor qualidade de áudio e transmissão, além de viabilizar a veiculação da programação no celular, com o aumento de audiência e faturamento. A adaptação de outorga das rádios em ondas médias (OM) para o serviço de frequência modulada (FM), é um exemplo de sucesso de política pública em defesa das pequenas emissoras de rádio brasileiras.

Atualmente, das 1.781 outorgas de rádio AM, cerca de 1.720 emissoras pediram a mudança para o FM.

Todavia para a finalização do processo de migração dos serviços ainda é necessária a redestinação dos canais 5 e 6 de televisão para o serviço de rádio FM. Isso se dá por questões normativas técnicas, pois encontra-se atrelado ao processo de desligamento do sinal analógico de televisão. O prazo final para a digitalização da televisão no Brasil foi estendido e está previsto para 2023.

Faixa estendida

Nos locais de grande conturbação da faixa de FM, (grandes centros urbanos), para viabilizar a migração das emissoras OM será redestinada a faixa de televisão analógica (canais 5 e 6), que vai de 76.1 MHz até 87.5 MHz . Hoje as emissoras de rádio em FM utilizam canais entre 87.7 até 107.9 MHz.

Segundo o último levantamento realizado pelo tudoradio.com dia 31/12/ 2022, já são 931 estações ativas em FM.

Antes de mais nada, o levantamento é realizado através do sistema Dials AM/FM tudoradio.com, onde mapeia o comportamento do sinal dessas “novas FMs”. Seja a qualidade de sinal nas regiões onde elas atuam, bem como a convivência dos novos sinais com as FMs que já estavam no espectro. Hoje o país já conta com emissoras em eFM (FM estendido, de 76.1 FM a 87.3 FM) e no dial convencional (88.1 FM a 107.9 FM). Entretanto, o levantamento da situação da migração das rádios AMs para FM, depende do auxílio de radionautas e das emissoras. Por isso ele não resulta no número exato de migrantes ativas em FM ou próximas dessa condição. A tendência é que a migração AM-FM evolua mais rapidamente. Já que as entidades relacionadas estão realizando mutirões para as assinaturas do contrato das AM migrantes que já efetuaram os pagamentos de seus boletos.

Desde o início do uso do FM estendido para a migração das AMs , São Paulo passou a ser o estado com o maior número de migrantes AM-FM com 128 emissoras migrantes.

Outros estados que apresentaram um número considerável de migrantes AM-Fm foi o Paraná com 118 emissoras ativas, Minas Gerais com 105, Santa Catarina 89 e Rio Grande do Sul 84.

Consulte o detalhamento das emissoras e seus respectivos FMs que realizaram a migração AM-FM por estados.

Para ficar por dentro das músicas mais tocadas nas rádios acesse o site da connecmix.

Leia também : Publicidade cresce no rádio brasileiro 

Fonte: Tudorádio.com

e Abert.org.br

Você também vai gostar

Total de execuções em Rádio em 2022

Execuções em Rádio 2022 Você sabia que o ano de 2022 fechou com um total de 159,2 MILHÕES execuções em rádios? Em primeiro lugar está

Deixa Eu Mentir Léo Chaves

Deixa Eu Mentir de Léo Chaves e Henrique e Juliano Deixa Eu Mentir de Léo chaves e Henrique e Juliano é mais um sucesso que

Leão Marília Mendonça

Leão Marília Mendonça A Rainha nunca perde a majestade e continua no topo das paradas, dessa vez a música que emplacou o 1º lugar foi

Connectmix 2023 - Todos os direitos reservados